Fed mantém os juros em 0% a 0,25% ao ano nos EUA

30/07/2020

O Fed (Federal Reserve, o Banco Central dos Estados Unidos) decidiu manter os juros no intervalo de 0% a 0,25% ao ano –patamar mantido desde 15 de março. O nível baixo serve para estimular a economia em período de impactos com as medidas de proteção contra o coronavírus. A pandemia de covid-19 prejudicou, indiretamente, a atividade econômica de todos os países.

Em comunicado, o Fed disse que espera manter os percentuais até ter certeza de que a economia resistiu aos solavancos da pandemia e está a caminho de alcançar suas metas máximas de emprego e estabilidade de preços. A instituição se disse comprometida em usar toda a gama de ferramentas para apoiar a economia norte-americana neste momento “desafiador“.

“O surto de coronavírus está causando enormes dificuldades econômicas e humanas nos Estados Unidos e no mundo. Após quedas acentuadas, a atividade econômica e o emprego aumentaram um pouco nos últimos meses, mas permanecem bem abaixo de seus níveis no início do ano“, afirmou. Usado para controlar as pressões inflacionárias, os juros têm liberdade para se manterem em patamares baixos, segundo o comitê.

“A demanda mais fraca e os preços do petróleo significativamente mais baixos estão mantendo a inflação dos preços ao consumidor. As condições financeiras gerais melhoraram nos últimos meses, refletindo em parte as medidas políticas para apoiar a economia e o fluxo de crédito para famílias e empresas dos EUA“, disse. A evolução da economia dependerá do “curso do vírus“, avaliou o Fed. O colegiado apontou riscos para a crise de saúde pública dos EUA, que, segundo ele, vai pesar sobre a atividade econômica, o emprego e a inflação no curto prazo. “Apresenta riscos consideráveis para as perspectivas econômicas no médio prazo“, declarou.

A decisão faz parte da reunião do Fomc (Federal Open Market Committee), o equivalente ao Copom (Comitê de Política Monetária) no Brasil. Os anúncios também servem para influenciar na definição da taxa básica Selic. Haverá decisão na próxima 4ª feira (5.ago.2020) sobre o juros base no Brasil. O mercado avalia que o percentual pode ser mantido no patamar atual, de 2,25% ao ano, ou reduzir 0,25 ponto percentual. A Selic está no menor patamar da história.


Fonte: Poder 360